O que é Segurança do Paciente?

A Organização Mundial de Saúde conceitua Segurança do Paciente como “redução de riscos de danos desnecessários associados à assistência em saúde até um mínimo aceitável”.1

A Segurança do Paciente envolve algumas premissas básicas, entre elas:

  • maturidade do modelo de gestão e compromisso da alta administração com as práticas de qualidade e segurança;
  • disponibilização de recursos para desenvolvimento, capacitação de pessoas de pessoas e inovação tecnológica;
  • promoção de um ambiente de trabalho saudável, que facilite a relação entre as equipes multiprofissionais com o paciente;
  • ações de engajamento das equipes às práticas de segurança;
  • valorização do corpo de colaboradores;
  • desenvolvimento das lideranças;
  • acompanhamento sistemático dos resultados clínicos e de desempenho;
  • padronização das diretrizes assistenciais;
  • resiliência como fonte contínua de aprendizado;
  • transparência na relação com o paciente;
  • democratização das informações internas;
  • consolidação da cultura de segurança.

Nas últimas décadas, temos acompanhado uma grande evolução tecnológica no segmento de saúde. Grandes investimentos têm sido realizados em métodos diagnósticos inovadores, automação, robótica, telemedicina, inteligência artificial.  No entanto, pacientes continuam sendo expostos a danos muitas vezes irreversíveis.

Estudos realizados em hospitais americanos e europeus, relatando o alto índice de ocorrência de eventos, fomentaram a discussão sobre propostas efetivas para a redução destes incidentes.2 Em 2000, um relatório publicado pelo Institute of Medicine dos EUA intitulado “Errar é Humano: Construindo um Sistema de Saúde mais Seguro” (To Err is Human: Building a Safer Health System)3 alertou para a estimativa anual de mortes que ocorrem nos EUA decorrentes de eventos adversos relacionados à assistência ao paciente: de 44.000 a 98.000 em um ano. Essa publicação motivou diversos países a definirem estratégias de ação com impacto na redução de incidentes.

Para aumentar a conscientização mundial em prol desse tema, a OMS escolheu o dia 17 de setembro como o Dia Mundial de Segurança do Paciente, estimulando profissionais de saúde, pacientes e o setor de saúde a lutarem por uma assistência mais segura.Parte superior do formulário

Iniciativas no Brasil

Em 1999, foi fundada a Organização Nacional de Acreditação (ONA), que define padrões brasileiros de segurança do paciente. O IQG dissemina as metodologias de qualidade e acreditação antes da ONA ser criada, levando boas práticas e benchmarking para instituições de saúde em todo o Brasil. Somente no ano de 2.019, o IQG fez mais de 1.100 vistas de avaliação em hospitais brasileiros. Quem é acreditado demonstra o seu compromisso com o paciente, com a comunidade aonde está inserido e com a promoção de uma assistência humanizada cada vez mais segura.

A acreditação ONA é adotada pela maior parte das instituições de saúde acreditadas no país, seguida pela acreditação QMentum International IQG. A “acreditação canadense”, como é popularmente conhecida, foi trazida para o Brasil pelo IQG. Com isso, estabeleceu-se no país um novo patamar de práticas de qualidade e segurança do paciente, baseado nas melhores práticas internacionais. Hoje a acreditação, que inicialmente era canadense, se tornou um grande movimento global de acreditação, com mais de 06 países juntos trabalhando padrões para todo o mundo. Foi criado o Health Standards Organization – HSO.

Em 2008, foi criado pelo IQG o Programa Brasileiro de Segurança do Paciente (PBSP). As instituições participantes são estimuladas a identificar e corrigir problemas na estrutura dos processos, além de reportarem periodicamente os resultados de seus protocolos de prevenção, incidentes e eventos adversos com dano ao paciente. Os dados gerados por essas análises geram demandas para a realização das plenárias focadas na disseminação de boas práticas e adequação dos protocolos de segurança, plenárias estas que acontecem a cada 15 dias e onde temos uma média de 600 profissionais de saúde assistindo às videoconferências. Hoje o PBSP se tornou referência quando citamos segurança do paciente, tem 237 Hospitais integrantes e monitora 36.000 leitos.

Em 2013, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP),4 focado no monitoramento e prevenção de danos na assistência à saúde. Como principais objetivos do PNSP destacam-se a implantação da gestão de riscos e dos Núcleos de Segurança nos serviços de saúde, inclusão do tema segurança do paciente nos cursos de formação de profissionais e implantação dos protocolos básicos de segurança.

O IQG se tornou um dos fundadores da Health Standards Organization (HSO) e é a maior acreditadora da metodologia ONA (está em todos os estados do Brasil), sendo a maior empresa que dissemina conceitos de qualidade, gestão da assistência, governança e acreditação das América Latina.

Parte inferior do formulário

Referências:

  1. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Segurança do Paciente. Disponível em: <https://www.who.int/eportuguese/publications/patient_safety/pt/>
  2. Nascimento, JC; Draganov, PB. História da qualidade em segurança do paciente. História da enfermagem: revista eletrônica. 2015. Vol. 6. p. 299-309 – Disponível em http://here.abennacional.org.br/here/seguranca_do_paciente.pdf  Acesso em 17/12/2019
  3. INSTITUTE OF MEDICINE. To Err is Human: Building a Safer Health System. Washington: National Academies Press, 2000.
  4. BRASIL. Ministério da Saúde –  Programa Nacional de Segurança do Paciente – Brasília, 2013. – Disponível em http://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/programa-nacional-de-seguranca-do-paciente-pnsp – Acesso em 17/12/2019
Conheça os 5 Ps da Acreditação: Propósito, Paciente, Pessoas, Processos e Padrão
Configuração Atual do Sistema e o Modelo da Atenção Primária

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu