O Futuro da Saúde no Brasil pós Pandemia Covid-19

Crescimento e desenvolvimento são consequências de experiência e aprendizado e nada como um período sabático para nos fazer repensar em como fizemos, como estamos fazendo e como podemos melhorar a forma de fazer. Talvez o termo sabático não seja bem apropriado, pois no conceito atual trata-se de um período de descanso do trabalho para aprofundar-se em autoconhecimento, o que parece não ser o caso na Pandemia do Covid-19, trabalhando excessivamente, sem termos tempo para nos organizar e implementar a disciplina necessária. Podemos usar o termo se nos remetermos ao Antigo Testamento, onde sabático era a período que a terra ficava sem cultivo, após um ciclo de fertilidade. Nesse sentido podemos considerar que a Economia do mundo parou por causa de um vírus. O ciclo de fertilidade econômica trouxe desenvolvimento, mas também destruição, pois a ambição, ganância, e falta de empatia fez com que o ser humano deixasse de lado essências de sua sobrevivência. Assim, a Terra parou e nos fez repensar se estamos cuidando do Planeta, da nossa saúde, nos alimentandos, exercitando e respirando de formas saudáveis, cuidando do equilíbrio profissional, físico e emocional.

Na Área de Saúde no Brasil não foi diferente, o ciclo de fertilidade gerou desenvolvimento de infraestrutura, tecnologia e profissional, mas também gerou desigualdades sociais, desperdícios de insumos e desequilíbrio estrutural. Durante a Pandemia do Covid-19 o mundo se deu conta que a Saúde está à beira do colapso e precisa se reestruturar. O aprendizado com os erros e acertos do passado e a experiência com o trauma da Crise gerada pela Pandemia irão nos conduzir a um Modelo de Saúde melhor. Precisamos fazer de forma diferente para atingir o objetivo de Cuidar da Saúde das Pessoas, Agregando Valor a Todos, sem distinção de classes ou segmentação social. Inovação Destrutiva será a ordem para encontrarmos caminhos diferentes, mais simples, sem desperdícios para um Sistema de Saúde com eficiência, eficácia e estrutura suficiente. Como o próprio Clayton Christensen diz “Destruição Criativa”, significa destruir o ciclo anterior para criar um novo Mercado. Os profissionais da Saúde fazendo uso adequado dos recursos e da tecnologia, associados ao engajamento individual no cuidar da saúde, serão a ponte para inovar em um Modelo de Saúde capaz de permear toda sua cadeia, passando pela Promoção, Prevenção e Assistência à Saúde com Excelência de Qualidade para a preservação da vida das pessoas.             

Fábio Sinisgalli

CEO Healthcare Alliance

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu