Um novo olhar na gestão de pessoas, pós pandemia, na Saúde

Crises trazem oportunidades para aprender, desaprender e fazer diferente, inclusive na gestão de pessoas, e em especial na saúde. Vivemos um momento onde há mais perguntas do que respostas, sobre algo que ainda desconhecemos; um vírus que mudou tudo de lugar, de repente! Esse novo mundo nos levou a revisitar e entender melhor quem somos, onde estamos e quem está conosco na jornada de estar vivo neste planeta.

O setor de saúde precisava se “arrumar” para o novo mundo e seus impactos. Olhar para dentro foi inevitável; cultura, estrutura, modelo de governança, trabalho, comunicação, clientes, fornecedores, segurança, educação, processos, tecnologia, logística e, por fim e não menos importante, as PESSOAS! A velocidade da transformação digital já vinha provocando mudanças significativas na saúde; o Covid-19 acelerou essa mudança, impactando diretamente a saúde pois, as pessoas que nela trabalham são as mais impactadas, estão na linha de frente.

Temas relacionados com saúde mental, aspectos trabalhistas e outros, que eram tratados pontualmente, estão agora juntos e misturados; questões sócio-emocionais, burnout em particular, são intensificadas. A área de RH, que em muitas organizações se dedicava a prestar apoio a questões rotineiras da própria área, passa a se envolver de forma mais sistêmica diante da complexidade do setor e participa em decisões de alto impacto no setor e nas pessoas.

O RH passa a ser mais integrativo nas organizações de saúde, aceitando que o comportamento humano não é uniforme, que a pluralidade e imprevisbilidade devem ser consideradas em suas práticas, atuando junto às demais áreas para construir soluções para “agora”. A gestão não será da mesma forma; há de se considerar novos modelos de trabalho, remuneração, capacitação, desenvolvimento, atração, gestão de talentos. Ferramentas tecnológicas, de análise de dados para tomada de decisões e análises preditivas para ações preventivas também devem ser incorporadas. A área de RH efetivamente deve ser protagonista na mudança!

Essa transformação nos comportamentos e relacionamentos influencia o ambiente de trabalho. O ser humano deve ser visto de forma integrada; corpo físico, emocional e agora virtual, suas novas formas de aprender, relacionar-se e, acima de tudo sua individualidade. Comando e controle não cabem mais nas ações com pessoas; surge um novo humano e a área de RH se coloca numa posição de facilitação, envolvendo:

Facilitação para criar redes de relacionamento mais colaborativas, confiáveis e menos hierarquicas – Revisitar o que de fato é fundamental no desenho organizacional e não se prender a estruturas frias e não funcionais.

Facilitação para transformação digital – os novos modelos de trabalho devem ser agilizados pois assim já se configuram, antes mesmo que a lei os regulamente; vide o home office que entrou em nossa vida tão de repente.

Facilitação para conectar o humano ao propósito de sua atividade – engajá-lo, motivá-lo a pertencer a algo que o desenvolva, gere crescimento pessoal e profissional e respeite sua individualidade.

Facilitação para acolher, escutar, dialogar, incluir e cuidar de quem cuida do outro – “Facilitar é uma arte que se revela na simplicidade e na presença”, define Alexandre Moreno. E, gestão de pessoas, deveria ser assim…

O RH ja vivencia um sistema mais complexo, dinâmico e acelerado que exigirá novas competências e coragem para abandonar muito do que foi aprendido até aqui …. Quais as novas competências? Arriscaria dizer que ainda não sei e isso fará parte do novo jeito de ser RH, não saber tudo e empenhar-se para aprender dia a após dia!

Elizabeth Cerqueira Leonetti 

(*) Elizabeth foi Diretora de Recursos Humanos nos setores de saúde,varejo e serviços. É professora nos cursos de pós-graduação do Centro Universitário São Camilo e sócia da Adesione Gestão em Capital Humano. Assistente Social, PUC -SP, pós graduada em Administração de Empresas com enfase em gestão de pessoas pela FAAP- SP.

Proper care for healthcare professionals

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu