The Dialogical Relationship of The Practice Environment and Professional Ethics

 A relação dialógica entre o ambiente da prática e a ética profissional

O ambiente de trabalho, associado à falta de conhecimento ou fadiga profissional, faz do erro algo que a atual discussão ética presente em grande parte das organizações de saúde não possa aprofundar. Desde a publicação do relatório do Institute of Medicine “Err Is Human: Building a Safer Health System”, erros relacionados à administração de medicamentos, infecções relacionadas a cuidados, quedas ou úlceras de pressão em idosos são tratados diariamente, com alto índice de complicações para pacientes, familiares, profissionais e sistemas de saúde.

Os princípios éticos devem trazer um alto nível de entendimento e tolerância à comunicação do erro, mas não seu consentimento para falhas. Esse ambiente deve garantir condições mínimas de trabalho e segurança psicológica para o aprimoramento de práticas, qualidade e segurança dos cuidados. Assim, está previsto um clima psicologicamente seguro para o trabalho, que promove a redução de incidentes de segurança e aumenta a produtividade. Talentos individuais e coletivos emergem e tornam o ambiente propício à aprendizagem de adultos.

Dada a sua importância, o ambiente de trabalho precisa ser analisado profundamente, a fim de identificar fatores que favorecem práticas seguras, bem como os fatores humanos associados a esse ambiente complexo que intensificam resultados positivos.

Autores: Mara Machado, Bruno Cavalcanti Farras, Elizabeth Reis, Adriana Freitas, Ariadine Oliveira, Flora Seara, Geovana Tomasella, Michel Mattos e Regina Cardia 

Publicado em: 16.05.2020


Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu