Retomada de Cirurgias Eletivas

A pandemia pelo novo coronavírus trouxe impactos com transformações sociais e econômicas na saúde pública e privada do Brasil e do mundo. Inicialmente foi recomendado o cancelamento provisório de procedimentos cirúrgicos eletivos não emergenciais ou de urgência, atrelado a questões de segurança tanto para os pacientes, quanto para os profissionais de saúde, preservação de leitos hospitalares e de UTI, além de equipamentos de proteção individual (EPI) para eventuais picos de incidência da infecção. Após a passagem das duas primeiras ondas da pandemia com o aumento significativo do número de casos e estabilização de novos casos, o volume de pacientes com necessidades de tratamento cirúrgico poderá́ ser crítico se não levarmos em consideração a necessidade de planejamento para o retorno dessas cirurgias.

Os hospitais e profissionais de saúde devem estar preparados para atender a essa demanda para que não tenhamos o colapso do sistema de saúde pela concomitância de tratamentos cirúrgicos postergados.

Preencha o formulário abaixo e faça download do material completo.

A Enfermagem do século XXI
Cuidado Adequado para os Profissionais de Saúde

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu