Blog & Publicações

Boas Práticas em PCI – Cuidados de Longa Permanência, Residências e Casas de repouso

A Accreditation Canada (AC) e Health Standards Organization (HSO) criaram este conjunto de ferramentas para auxiliar serviços de cuidados prolongados e residenciais para integrar práticas essenciais de Prevenção e Controle de Infecção (PCI) no contexto da pandemia de COVID-19. Este conjunto de ferramentas baseia-se em uma combinação de recursos nacionais e internacionais da COVID-19, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a “Agência de Saúde Pública do Canadá” (PHAC), além de critérios acionáveis encontrados nos padrões baseados em evidências da HSO. Este conjunto de ferramentas não substitui nenhuma legislação jurisdicional ou requisitos regulamentares profissionais e deve ser usado em…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...

Compreensão do que Gera Valor

Existe uma grande discussão sobre as diferenças entre a verdade e as normas da prestação dos serviços de saúde geralmente aceitas, mas erradas. No livro de Jules Goddard e Tony Eccles, Uncommon Sense, Common Nonsense, podemos encontrar de forma bem clara estas diferenças. Os autores apontam que todas as empresas têm um conjunto de crenças que são aceitas como evidentes pelos participantes desses serviços. Algumas dessas crenças são verdadeiras (senso comum) e outras são falsas (absurdo comum). Em muitos casos, as falsas crenças, já foram crenças verdadeiras. Mas essas verdades se tornaram obsoletas à medida que a tecnologia, a regulamentação…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...

Processos Prioritários – Apoio a Segunda Vítima

Apoio à segunda vítima O momento atual de pandemia tem imposto aos profissionais de saúde uma realidade que será difícil de ser esquecida: práticas assistenciais duvidosas e algumas vezes pouco efetivas. Não é uma simples decisão entre o medicamento A ou B, associar ou não ao uso de outras práticas; mas a dúvida constante em ofertar um cuidado ao paciente quase que experimental. A tomada de decisão à esta prática, imposta em momentos altamente críticos, por vezes traz resultados trágicos, cujo desfecho não pode ser medido, tanto para os profissionais de saúde quanto para os pacientes. Desde a publicação “To…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...

Acompanhamento e apoio dos colaboradores de saúde no curto, médio e longo prazo – Contexto da COVID-19

“Não somos responsáveis apenas pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer”.  Jean Molière A saúde emocional dos colaboradores é fator primordial de análise durante uma pandemia. Esses profissionais estão expostos diariamente a um elevado nível de estresse e pressão, tornando-se vulneráveis ao desenvolvimento de transtornos psicossomáticos e/ou de humor, além do risco de adoecimento e incerteza sobre o futuro. Após o período mais crítico da pandemia, muitos quadros de transtornos mentais deverão se desenvolver, permanecer ou apresentar piora. Portanto, é importante planejar o acompanhamento dos colaboradores no curto, médio e longo prazo. Diversos motivos podem gerar estresse pós-traumático:…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...

Serviços Laboratoriais contexto da COVID-19 – Coleta, Acondicionamento e Transporte de Amostras Biológicas

Amostras Biológicas – Coleta, Acondicionamento e Transporte – Contexto COVID-19  A responsabilidade do laboratório na emissão de resultados de exames confiáveis é muito grande, pois pode impactar diretamente na decisão assistencial, seja ela um diagnóstico, uma definição de prognóstico ou no acompanhamento terapêutico. A literatura mostra que 70% das decisões médicas são tomadas com base em um exame laboratorial. Trabalhos desenvolvidos em diferentes centros de referência em saúde, relacionados a erros em laboratórios, constataram que aproximadamente 60 a 90% dos erros laboratoriais encontrados são consequência da falta de padronização na fase pré-analítica. Portanto, é de extrema importância implementar metodologias mais…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...

EPI: Máscaras – Cuidado e Regulamentação

EPI: Máscara comum ou cirúrgica, é seguro confeccioná-las? Com o passar dos dias, as instituições de saúde, mesmo as mais preparadas do ponto de vista de gestão de estoque, começam a se preocupar com o abastecimento de equipamentos de proteção individual (EPI), especialmente no que diz respeito a proteção respiratória dos profissionais que atuam na linha de frente, na assistência aos pacientes com suspeita ou confirmação de patologias que podem ser transmitidas através de gotículas de saliva ou de secreção nasofaríngea. No dia 31/03/2020 a ANVISA atualizou a nota técnica nº 04/2020, que trata de orientações para serviços de saúde:…
CLIQUE AQUI E CONTINUE LENDO...
Menu